Clube do Vinho: Principais Estilos de Vinhos

Quando vamos comprar vinhos nos deparamos com uma infinita variedade. Os estilos de vinhos são os mais diversos e o resultado final do vinho vai depender da uva utilizada e principalmente do método aplicado na sua fabricação. Uma mesma uva, por exemplo pode resultar em vinho tinto, rosé ou até mesmo espumante, dependendo de como foi feito.

Há muitos critérios que podem ser usados para definir os estilos de vinhos. Dentro de cada um desses estilos há muitas outras classificações. Mas neste post vou tentar fazer uma classificação dos estilos de vinhos de uma forma mais abrangente, dando uma visão geral dos vinhos disponíveis nas prateleiras.

Em termos de categoria podemos dividir os estilos de vinhos pela sua COR:

Cada um desses estilos tem a sua peculiaridade própria e dentro deles inúmeras variações.

Vinhos Brancos

De colocação que se inicia em um quase límpido, passa por um claro limão/amarelo até um amarelo ouro (no caso dos envelhecidos).

Os vinhos branco são característicos pela sua leveza, frescor e acidez. Ótimos acompanhamentos para pratos leves e com a cara de verão como saladas, peixes e frutos do mar. Mas também podem apresentar sabor mais intenso quando envelhecidos.

Vinhos Rosé

Como o próprio nome sugere, são vinhos com um tons rosa. Elaborados a partir do suco de uvas tintas que ficaram pouco tempo em contato com as cascas no processo de fermentação. São vinhos leves, podendo ser doces os secos. Em geral, seu aroma e sabor são bem frutados. Servidos gelados, são excelente opção para o verão.

Vinhos Tintos

Talvez o mais popular entre os vinhos. Sua colocação se inicia-se com colorações de roxo, passando pelo ruby e seguindo para tons marrons (no caso de envelhecimento). Todas essas cores podem se apresentar em tons mais claros ou mais escuros. A variedade de vinhos tintos é imensa podendo apresentar sabores e texturas mais leve ou mais encorpadas, dependendo do estilo e uva.

Ainda podem ser divididos observando aspectos específicos na sua composição:

Vinhos Tranquilos/de Mesa (still wine)

São os vinhos finos e de mesa que não apresentam gaseificação alguma.

Espumantes e Frisantes

São vinhos que possuem dióxido de carbono, que da a característica gaseificada desse tipo de vinho. O dióxido de carbono pode ser obtido de forma natural, durante o processo de fermentação, ou adicionado artificialmente.

Vinhos de Sobremesa

São vinhos que apresentam um teor alcoólico maior que contrapõe com o seu concentrado teor de açúcar residual. Em geral são vinhos que acompanham sobremesas e uma seleção específica de queijos. São servidos gelados e em taças pequenas.

Vinho Fortificado

São os vinhos em que há adição de álcool vínico em sua composição que interrompe o processo de fermentação e aumenta o teor alcoólico. Dentro desta categoria, o mais famoso é o vinho do porto.

Ainda é possível classificar os vinhos pelo seu TEOR DE AÇÚCAR residual depois do processo de fermentação estar completo.

Vinho Extra Seco (bone dry)

Menos de 1 gramas de açúcar por litro.

Vinho Seco (brut)

Entre 1- 10 gramas de açúcar por litro.

Vinho Demi-Sec (off-dry)

Entre 10- 35 gramas  de açúcar por litro.

Vinho Suave

Entre 25-120 gramas  de açúcar por litro.

Vinho de Sobremesa

Entre 120- 220 gramas  de açúcar por litro.

CLUBE DO VINHO - Quantidade de açúcar por taça de vinho - Teor de açúcar residual depende de cada um dos estilos de vinhosEsta é uma breve amostra de como o mundo dos vinhos é vasto e são inúmeras as variedade.

Dentro desses estilos de vinho citados acima, ainda existem muitas outras subclassificações, nas quais são analisadas outras características que vão afetar o estilo, dentro dos itens analisados podemos citar:acidez, corpo, taninos, teor alcoólico e intensidade de cor.

Não perca os próximos posts sobre vinhos.

NÃO PERCA NENHUMA NOVIDADE DO TEMPERANDO:
YOUTUBE  /  FACEBOOK  /  INSTAGRAM  /  GOOGLE+  / PINTEREST  /  TWITTER
VEJA MAIS RECEITAS AQUI